Página Principal  |  Classificados  |  Catálogo  |  Comparativo  |  Avaliação  |  Opinião do Dono  |  Carros Roubados  |  Carros Mais Vendidos  |  Qual Carro Comprar  |  Fale Conosco
Página Principal > Seguro                                                                                                                                              Compartilhe: Facebook Twitter

Cálculo do seguro



O cálculo do valor do seguro envolve informações sobre o veículo, a região de tráfego, as características de uso do veículo, seus condutores e sua proteção. Em relação ao carro, a seguradora verifica se ele possui um índice elevado de roubo. Geralmente, os modelos mais caros, os mais vendidos e os esportivos são os mais visados pelos bandidos. Além disso, é importante saber se as peças de reposição são achadas com facilidade e com qual preço. Se for alto, é um ponto negativo para o carro. Ainda é verificado o preço de revenda, para saber se, em caso de recuperação do veículo será possível compensar o valor pago por ele pela seguradora. O perfil do condutor também é um fator relevante no cálculo. As mulheres são as mais beneficiadas nesse quesito. Quanto mais velha, menor será o valor. Se tiver filhos, menor ainda. Do outro lado da balança estão os motoristas jovens de até 25 anos. Por serem inexperientes, são os que apresentam maior risco de acidente. A região da residência é outro item analisado. Se o proprietário vive em um local que registra muitos casos de roubos ou furto de carro, o preço será alterado para cima. A profissão só interfere no caso de taxista ou que trabalhe na rua, sempre com o carro.


Os seguros mais caros

Carros esportivos
São os preferidos para os ladrões usarem como carro de fuga. Além disso, quem tem um carro veloz certamente gosta de andar rápido, aumentando os riscos de acidente.

Picapes, especialmente as movidas à diesel
São muito visadas por ladrões. Os modelos maiores tem alto custo de manutenção, estimulando o mercado de peças roubadas. São muito usados por traficantes de drogas.

Carros importados
Existe grande dificuldade em encontrar as peças, geralmente cotadas em dólar, e por muitas vezes precisam ser importadas rapidamente para atender o cliente, sendo assim, o custo é elevado para trazer este material do exterior. Por isso a seguradora considera este risco alto, podendo ela até recusar a adesão. A maioria dos carros importados são recusados a partir de 5 anos de uso, e quando aceitam o preço é bem elevado.

Carros mais antigos
Para veículos nacionais acima de 10 anos de uso, muitas seguradoras recusam a adesão ao seguro. O custo das peças para reparos é alto devido a dificuldade em encontrá-las, associada a maior frequência de acidentes, roubos e furtos entre os modelos mais antigos.

Os perfis extremos
Para as seguradoras, o melhor perfil é o das mulheres, casadas, com mais de 40 anos de idade e que usam garagem. O pior é o dos homens, solteiros, com menos de 25 anos e que deixam o carro na rua. Para um Onix Joy 1.0, as cotações são as seguintes:

Ele:                      Ela:
R$ 7.789               R$ 1.689

Está na dúvida, confira Qual Carro Comprar

Quer comprar um carro? Encontre seu carro nos Classificados

Quer vender seu carro? Faça seu anúncio GRÁTIS

 Indique esta página para seus amigos: Facebook Twitter


       








Avalie seu carro - consulte o valor através da tabela FIPE Tabela Fipe
Confira o preço do carro que você quer comprar ou vender



Próximos lançamentos de carros no Brasil Próximos Lançamentos
Saiba quais serão os principais lançamentos do mercado brasileiro

Carros mais vendidos no Brasil Carros mais vendidos
Confira gráficos com os carros mais vendidos separados por categorias


COMPARATIVO DO DIA
GM Vectra vs. GM Cruze




ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Hyundai amplia oferta de central multimídia na linha HB20 2019
Discovery Sport 2019 chega com série especial Landmark Edition
Range Rover chega em versão mais luxuosa SV Autobiography
BMW X2 ganha motores Flex para toda gama no Brasil


   Página Principal  |  Mapa do site  |  Sobre o site  |  Privacidade  |  Termos de uso  |  Mobile  |  Fale Conosco                                                                                                                               Comunicar erro