Página Principal  |  Vídeos  |  Classificados  |  Avaliação  |  Catálogo  |  Comparativo  |  Opinião do Dono  |  Rankings  |  Fale Conosco
Página Principal > Notícias                                                                         Compartilhe:
Punto chega em quatro versões a partir de R$ 37.900
09/08/2007    
 

 

 

 

 

A Fiat apresentou hoje na Argentina, o hatch Punto que começa a ser comercializado no Brasil a partir da próxima quarta-feira, disponível em duas versões de motorização bicombustível e quatro de acabamento. A configuração de entrada 1.4 tem preço sugerido de R$ 37.900 e traz de série direção hidráulica, vidros e travas elétricos, banco do motorista com regulagem de altura e computador de bordo.

A versão ELX 1.4, que deve ser o carro-chefe da linha, agrega ar-condicionado e regulagem do volante, por R$ 41.600. Equipado com motor 1.8 Flex, o Punto é oferecido nos acabamentos HLX e Sporting, que custam R$ 44.400 e R$ 51.900 , respectivamente. O primeiro passa a ter forração dos bancos de veludo e o segundo traz de série rodas de liga leve de 16 polegadas, duplo airbag e freios ABS.

Projetado pelo estilista Giorgetto Giugiaro, traz o mesmo design da versão européia. O Punto mede 4,03 metros de comprimento, 1,68 m de largura e 1,50 m de altura. A distância entreeixos é de 2,51 m, que proporciona bom espaço interno.

Uma das particularidades em relação ao modelo europeu é a funcionalidade no interior. O modelo a ser vendido no Brasil tem mais porta-objetos e traz um segundo porta-luvas, posicionado acima do compartimento convencional. Passando para a parte traseira, o destaque fica por conta das lanternas (posicionadas no alto, assim como as do Chevrolet Corsa e do Ford Fiesta). Vale ressaltar que as luzes indicativas de marcha à ré, no Punto, estão integradas na parte inferior do pára-choque traseiro (semelhante ao Focus, também da Ford).

As motorizações do Punto já são bem conhecidas dos clientes da Fiat: o 1.4 l, que sofreu modificações, e o 1.8 l, ambos flex. O primeiro rende potência de 85 cavalos (100% gasolina) ou 86 cv (com álcool), sempre a 5.750 rpm. O torque máximo é obtido a 3.500 rpm e é de 12,4 kgfm (somente com gasolina no tanque) ou 12,5 kgfm, com o combustível de origem vegetal.

Segundo informações da Fiat, este propulsor faz o veículo percorrer na cidade 12,9 km/l, com gasolina, e 9,1 km/l (com álcool). A velocidade máxima é de 162 km/h (gasolina) e 163 km/h (álcool) e a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 13,8 segundos e 13,6 s, respectivamente.

Para adaptar o motor 1.4 Fire Flex ao Punto, o conjunto mecânico, equipado somente com transmissão mecânica de cinco marchas, ganhou novos coletores de escape e de admissão, suporte de sustentação do motor e calibragem do sistema de injeção eletrônica diferenciada.

Já o motor 1.8 Flex não sofreu ajustes e oferece 113 cv a gasolina e 115 cv a álcool, ambos a 5.500 rpm. O torque é de 18 kgfm e 18,5 kgfm, disponíveis a 2.800 rpm. Na versão Sporting, topo de linha da gama, o câmbio mecânico de cinco marchas traz uma relação de diferencial de 3,867 - na versão HLX, essa relação é de 3,733 - a fim de privilegiar uma direção mais esportiva.

O Punto brasileiro conta com altura livre do solo 10 milímetros maior que a do seu irmão europeu, além de calibragens específicas dos conjuntos de suspensão e do sistema de freios.

Para a Fiat, o Punto cria um nicho no mercado, mas, na realidade, os modelos 1.4 vêm para brigar diretamente com os hatches Citroën C3 e o Volkswagen Polo. Disputa difícil para o novato, uma vez que seus adversários partem, respectivamente, de R$ 40.975 e R$ 40.645. Um boa vantagem para o estreante da Fiat se não fossem dois fatores: tanto o C3 quanto o Polo já incorporam ar-condicionado e o modelo VW traz propulsor 1.6, que gera até 103 cv.

Já as versões 1.8 l são comparados com Golf, da VW, e o Astra, da Chevrolet. Mesmo bem equipadas, as versões HLX e Sporting não terão tarefa fácil, pois seus concorrentes trazem motorizações 2.0 litros. Mesmo assim, a Fiat tem a expectativa de vender 3 mil unidades do Punto, mais outras 1 mil para o mercado externo. Projeções que podem ser consideradas mais do que ambiciosas, pois o Polo Hatch contabilizou 1.782 emplacamentos em julho. De qualquer forma, a montadora italiana estima que desses 3 mil carros mensais, 70% sejam 1.4, e os outros 30% tragam o motor 1.8.

 Avaliação do Punto

 Opinião do dono

 Ficha técnica e equipamentos do Punto

 Notícias sobre Punto

 Anúncios de Punto à venda

 Notícias de todos os carros

Indique esta página para seus amigos:





<< Honda traz da Espanha XL 1000 V Varadero de 93 cv
Citroen Picasso 2008 chega com poucas mudanças >>
 Topo da página






Tabela Fipe
Confira o preço do carro que você quer comprar ou vender



Antes de comprar
Conheça dicas e macetes para adquirir um veículo e saiba como verificar sua procedência

Próximos Lançamentos
Saiba quais serão os principais lançamentos do mercado brasileiro

Carros mais vendidos
Confira gráficos com os carros mais vendidos separados por categorias



   Página Principal  |  Mapa do site  |  Sobre o site  |  Privacidade  |  Termos de uso  |  Mobile  |  Fale Conosco                                             Comunicar erro